geladosfrutaiogurte03

Este é um cenário comum cá em casa: 4 mãos pequeninas de volta de utensílios de cozinha. Podíamos concluir que elas gostam de estar na cozinha, porque me vêem lá muitas vezes e muito tempo. Mas a verdade é que também proporciono as condições para que isso aconteça.

A semana passada falei-vos dos pequenos ajustes que fui fazendo na cozinha para que se tornasse mais convidativa para elas. Hoje começo uma série de posts com ideias de como os incluir nas tarefas diárias da cozinha, assim como as vantagens que isso traz. 

Se pesquisarem na internet por actividades com crianças na cozinha, vão aparecer uns gráficos e umas tabelas bem bonitinhas a partir dos 2 anos de idade. 2 anos? Caros leitores, informo-vos de fonte segura que a pequenada consegue participar em algumas actividades de cozinha bem antes disso (bem antes mesmo). A T. ainda não tem 20 meses e quantas vezes já viram as mãozinhas dela a mexericar na preparação da comida?

gnocchi10

gnocchi11

Hmmm, esta vez não conta, ‘tá? Ela estava a atestar a qualidade da matéria prima…

geladosfrutaiogurte09

Esta vez está melhor… Ela tinha apenas 14 meses! Misturou a fruta com o iogurte e percebeu a lógica de colocar a mistura dentro das forminhas.

geladosfrutaiogurte13

geladosfrutaiogurte14

Quem fala em mistura para gelados, fala também em massa para formas de queques, por exemplo, ou dispor porções de arroz, massinhas, ou legumes em pedacinhos, em taças para servir ao almoço ou ao jantar. 

pretzel17

Planeando tardes divertidas na cozinha, podem sempre pensar em fazer umas bolachas, ou uns pretzel bites para o lanche. Nesta foto a T. tinha apenas 17 meses e já percebia como aplicar força no cortador para cortar os pedacinhos de massa.

ajudanacozinha01

ajudanacozinha02

Aqui é a L. com apenas 19 meses, numa tarde divertida as fazer bolachas.

Resumindo, ali por volta dos 12-15 meses, quando começam a andar e a querer decidir para onde vão e o que fazem, é uma boa altura para os apresentar às lides da cozinha. Começar com coisas pequenas e simples e nunca subestimar as suas capacidades. Se vão acabar com uma cozinha limpa no final? Nem pensar! Mas se vão estar a contribuir para um longo e bonito percurso da educação alimentar? Definitivamente. 

Regra importante: nunca obrigar ou forçar. Há que os convidar a participar, e garanto que a grande maioria vai querer. Depois é ir orientando e conduzindo, e daqui a uns dias terão verdadeiros ajudantes de cozinha. 

Fica a lista de algumas coisas que os pequenos podem fazer antes dos 18 meses:

– Passar alimentos de um recipiente para outro, com a mão, ou colher (servir um prato para a refeição, ou preparar alimentos para guardar, ou massas e preparados para queques, bolos, pudins, etc);

– Misturar massas “leves” com uma colher (não têm força suficiente para misturar a massa de um bolo, por exemplo, mas sim uma mistura de iogurte e fruta, ou uma massa mais liquida);

– Misturar massas “pesadas” com as mãos;

– Cortar massas de bolachas;

Estas são só algumas sugestões, mas há muito mais coisas que poderão fazer. Sintam-se na liberdade de comentar e aumentar esta lista com actividades que os vossos pequenos com menos de 18 meses fazem na cozinha.